Páginas

28 de set de 2011

Não vou chorar



Sei que é difícil aceitar.
Mas não tenho outra escolha.
Talvez tenha, mas ainda não pensei em nada.
Só consigo pensar no que aconteceu, e na vontade que eu tenho de chorar.

Mas, sei lá, tenho que mostrar que não me afetou em nada o que aconteceu.
Mas a verdade é que estou prestes a desabar.

Pensamentos voam e com eles lágrimas rolam.

Sem perceber ele me matou.
Arrancou minha alma, sem pena e sem dó.
Ele destruiu meu coração e riu. Gargalhou!

E a única coisa que me resta é sorrir;
Sorrir para não chorar.

(Nanda Oly)

Nenhum comentário:

Postar um comentário