Páginas

20 de mai de 2012

Monstra


   Em uma conversa calorosa e repleta de ódio e amor, descubro que sou uma monstra.
   Sinto que acabo de sair de um mar turbulento com chuva e trovoadas fortes, chegando na ilha do entendimento.

   Disse coisas que não deveria ter dito. Magoei pessoas que não deveria ter magoado. Me sinto destruída.
   Já me esqueci de como eu era antes de todo esse reboliço.

   A vida me deu uma surra que minha mãe não me deu. Doeu muito, e por conta dessa dor, fui obrigada a mudar. Para algumas pessoas, foi o maior erro que já fiz em toda a minha vida. Já para outras, foi a melhor coisa.

   Mas hoje, não sei quem sou. E agora... pra mim e para a "sociedade", eu não existo mais.

Nanda Oly

2 comentários:

  1. A vida nos faz mudar muito, é um fato mas devemos buscar sermos o melhor sempre.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir